Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
13 de Agosto de 2022
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size

 
Na Natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.
Antoine Lavoisier

 
O verdadeiro analfabeto é aquele que aprendeu a ler e não lê.
Mário Quintana

Alguns livros são injustamente esquecidos; nenhum livro é injustamente lembrado.
Wystan Hugh Auden

 
O oposto de uma afirmação correcta é uma afirmação falsa. Mas o oposto de uma verdade profunda pode ser outra verdade profunda.
Niels Bohr

 
A honestidade foi e será sempre a arma decididamente mais forte para todas as lutas da humanidade que vive e progride.
Enrico Fermi

Início Livro do Mês Abril 2010
Abril 2010 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
.
Requiem para D. Quixote
Dennis MCshade
Assírio e Alvim
"Oh, esses passeios no campo dentro de ti (meu velho, passeias sempre dentro de ti e ainda não conheces todos os recantos, os vales e as montanhas que te habitam, as cascatas súbitas com que te deslumbras, mas logo a aridez de um chão enorme onde nada pode nascer) estava eu falando nestes passeios ao campo dentro de ti, com comboios apitando nos teus ouvidos de criança, debruçares-te para apanhar uma flor e a arma aparecer-te na mão, a arma já é a mão, os dedos são balas, há um frio de aço nas articulações, o assassino triste e romântico e etecetera, terá havido realmente uma razão muito forte, uma boa razão, ou simplesmente uma razão para o facto de a tua mãe não te ter dado à luz já morto?”
 
Estes policiais de Dinis Machado sobre o heterónimo de Dennis McShade são assombrantes e deliciosos, lêem-se numa jorrada com imenso prazer. Maynard é assassino profissional que tem uma ética, independente e só mata se houver fortes razões para tal. Gosta de literatura e de música, dos clássicos. Este livro é um convite a outras leituras e o seu final é surpreendente.
Actualizado em Sexta, 16 Abril 2010 21:13