Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
25 de Julho de 2024
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size


O mundo é um belo livro, mas é pouco útil para quem não o sabe ler.
Carlo Goldoni (dramaturgo italiano)

De tudo o que se escreve, apenas amo o que se escreve com o próprio sangue.
Nietzsche

 
Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
Gabriel García Márquez

 
O oposto de uma afirmação correcta é uma afirmação falsa. Mas o oposto de uma verdade profunda pode ser outra verdade profunda.
Niels Bohr

 
Nada na vida deve ser receado. Tem apenas que ser compreendido.
Marie Curie

Início Contrato de Leitura Sugestões para o Contrato de Leitura - 11º Ano - Mar./Abr. 06
Sugestões para o Contrato de Leitura - 11º Ano - Mar./Abr. 06 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

fonseca.jpgCerromaior
Autor: Manuel da Fonseca
Editora: Caminho

“Aparece-nos nesta obra uma curiosa galeria de velhas burguesas - «lambisgórias», «cismáticas», «maníacas» - requintadamente déspotas que , aqui e além, chocam com as pobres mulheres exploradas e dolorosamente oprimidas.”

 

 

 

A pianista
Autor: Elfriede Jelinek
Editora: Asa


Prémio Nobel da Literatura 2004


Ela não bebe, não fuma, dorme ainda, aos 36 anos, na cama da mãe e adora ficar em casa.

De cada vez que os seus horários de professora de piano no Conservatório de Viena lho permitem, entretém-se porém a frequentar os “peep-shows” e outros espectáculos pornográficos. Quando um dos seus alunos se apaixona por ela, Erika Kohut apenas tem para lhe oferecer uma relação sado-masoquista, onde se joga à luz dos dias de hoje a velha relação entre o escravo e o senhor.
Cruel, feroz e ao mesmo tempo de um cómico irrestível, A Pianista não poupa as veneráveis instituições da sociedade burguesa e põe a nu os labirintos do sexo e das suas nevroses.

allende.jpg

 

De amor e de sombra
Autor: Isabel Allende
Editora: Difel

A história tem origem num encontro casual entre Irene, uma jovem da aristocracia chilena, e Francisco, filho de um professor anarquista. A partir de uma reportagem rotineira, um mundo estranho, oculto pela história oficial, vai-se-lhes revelando, fazendo-os sentir responsáveis perante os factos cruéis que se sucedem.