Este site não está atualizado, consulte o site do agrupamento atualizado em www.aeffl.pt
Siga-nos RSS Facebook Twitter
17 de Janeiro de 2020
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size

De tudo o que se escreve, apenas amo o que se escreve com o próprio sangue.
Nietzsche

Alguns livros são injustamente esquecidos; nenhum livro é injustamente lembrado.
Wystan Hugh Auden

 
Sempre imaginei que o paraíso será uma espécie de biblioteca.
Jorge Luis Borges

 
Nada na vida deve ser receado. Tem apenas que ser compreendido.
Marie Curie

 
As pessoas, de início, não seguem causas dignas. Seguem líderes dignos que promovem causas dignas.
James Clerk Maxwell

'ua: O Fracasso PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

   A despeito dos avisos e da urgência posta nas palavras, o fórum de 2009 produziu fracos resultados. Para Fernando Campos, vice-presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP), “desde o fórum do México (2006) até este, a evolução foi muito pouco significativa, grande parte das conclusões acabam por não ter qualquer consequência.” Num tom ainda mais cáustico, F. Campos acrescenta que as metas para o desenvolvimento traçadas pela ONU para 2015 (mais conhecidas por “Objectivos do Milénio”), “estão vergonhosamente por cumprir.”

  Outros observadores, chegam mesmo a pôr em causa a “bondade” destas iniciativas, pois que na realidade o que está a acontecer é a disputa por um negócio colossal que envolve biliões de euros. Segundo estes, o que está verdadeiramente em causa é o problema de se saber até que ponto a gestão da água pode scartaˍzaragozaˍversionˍfinalˍespanolˍ1.jpger confiada exclusivamente a entidades privadas. Ora, esperava-se que a resposta viesse do “Pacto de Istambul sobre a Água”, em que os países deveriam reconhecer juridicamente o acesso à água como um direito humano fundamental, na linha do que já se havia delineado na Carta de Saragoça, subscrita em 2008. Mas esse esclarecimento não foi feito, pelo contrário, à parte algumas recomendações muito vagas e consensuais, o que parece ter saído reforçada foi a vertente comercial de um bem único e insubstituível.

vˍforumˍaguaˍ3.jpg

 
  Realizada em Istambul, a quinta edição do Fórum Mundial da Água teve metas nobres, mas não foi isenta de críticas: Entre as mais contundentes estão aquelas que acusam os organizadores de servir apenas interesses privados e não tanto o interesse das populações. A América Latina é uma das regiões do globo em que este problema é já real.

 

 

Destaques

Gala das Francisquíadas 2013
 
Lip Dub 2013
 
 
SeguraNet
 
Agência Portuguesa (PROALV)
Agência Portuguesa (PROALV)
http://www.proalv.pt/public/PortalRender.aspx?PageID={fca3e27e-2ae1-4ddb-b44a-f32523394236}
.Comenius
Questionnaires
 
Projeto “Advocating a Critical Media Literacy”
Apresentação
TwinSpace